A Prefeitura de Montes Claros, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), iniciou os preparativos para a implantação do Programa Educação Ampliada em Tempo Integral (PEATI) nas unidades de ensino do município. Nessa quarta-feira, 21, a equipe pedagógica da SME reuniu diretores e supervisores para discutir as diretrizes e traçar o planejamento para efetivação do programa.

Conforme a secretária municipal de Educação, professora Rejane Veloso, o Ensino em Tempo Integral inicia a partir de março em todas as unidades escolares que dispuserem de espaço para as atividades. “Para as unidades que não tiverem estrutura, será realizado o tempo semi-integral, em dias alternados, com aulas ministradas no contraturno de estudo do aluno. Estamos visitando as escolas para avaliá-las e fazer o planejamento de acordo com as condições de cada unidade”, completa.
Ainda de acordo com a secretária, o objetivo é possibilitar que os estudantes permaneçam mais tempo na escola e se desenvolvam integralmente por meio de uma grade de cursos e atividades complementares ao aprendizado curricular. “Os estudantes serão acompanhados por profissionais que atuarão diretamente no programa, e as ações pedagógicas serão monitoradas durante todo o ano letivo. Em cada unidade de ensino onde o PEATI for implementado, haverá um professor especialmente designado pela equipe gestora para exercer a função de ‘Professor Articulador da Educação em Tempo Integral’ “, explica.
Segundo a gerente de Ensino em Tempo Integral, Kátia Simone de Almeida Melo Reis, a proposta prevê que, semanalmente, os estudantes, tanto da Educação Infantil quanto do Ensino Fundamental, realizem seis horas/aula de oficinas obrigatórias e, no mínimo, nove horas/aula de oficinas eletivas.
Kátia Simone explica que para os estudantes da Educação Infantil os conteúdos terão foco no campo de experiências, associando interações e brincadeiras, visando prioritariamente a socialização, a ludicidade, o brincar e o educar. Já os componentes curriculares do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais irão priorizar a proficiência na leitura, escrita e o raciocínio lógico, seguidos da capacidade de resolver situações problema, desafios, performance cinestésica e criatividade.
Para isso, de acordo com a gerente, cada instituição de ensino deverá selecionar, entre as oficinas de caráter eletivo, aquelas que vão ao encontro das demandas apontadas no Projeto Pedagógico Escolar (PPE) e que serão obrigatórias a todos os estudantes. “As disciplinas eletivas a serem desenvolvidas no PEATI são uma oportunidade de diversificar as experiências escolares com vistas a aprofundar, enriquecer e ampliar os estudos relacionados às áreas do conhecimento contempladas na Base Nacional Comum Curricular”, ressalta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =