O Futebol Clube Unimontes conquistou seu primeiro título de expressão em competições regionais do Norte de Minas. O time, que é fruto do projeto de escolinhas de iniciação esportiva da Universidade Estadual de Montes Claros, derrotou o Projeto Social Cidadão do Amanhã na final da categoria Sub-16 Masculina, da 5ª Copa José Maria Melo.

O jogo foi realizado no início da tarde de domingo, no Estádio José Maria Melo, no Bairro Todos os Santos, e o FC Unimontes venceu por 2 a 0, gols dos atacantes Wallace e Luisinho, um em cada tempo. Com a participação dos pais, familiares e de acadêmicos de cursos da Universidade, a torcida foi uma atração à parte no apoio aos garotos.

Em homenagem ao desportista José Maria Melo, a Copa é realizada desde 2015, com prioridade para as categorias de base a partir dos 12 anos. O FC Unimontes sempre disputou a competição nos diversos quadros.

CAMPANHA

No título inédito, a campanha foi invicta, com 17 gols marcados em seis jogos. O atacante Vitinho foi o artilheiro geral, com seis gols. O clube teve, ainda, a defesa menos vazada ao lado da Desportiva de Pedras de Maria da Cruz (4 gols sofridos).

Na fase de grupos, o time foi o melhor da Chave B, com 100% de aproveitamento contra os tradicionais Ateneu (4×2) e Nasa (3×0) e o Colégio Biomáximo (3×0). Nas quartas de final, passou pela Escolinha HB, de Brasília de Minas (4×1) e, na semifinal, eliminou a Desportiva Pedras de Maria da Cruz (1×1 no tempo normal e 5×4 nos pênaltis) e, na decisão, os 2×0 sobre o Projeto Cidadão do Amanhã.

“É uma grande emoção porque o título traduz de certa forma o reconhecimento ao trabalho de atletas, comissão técnica, voluntários e tantas pessoas que contribuem direta e indiretamente ao projeto”, comentou o treinador Alexandre Caribé. “É uma aplicação diária, que vai além do esporte porque estamos formando, ao mesmo tempo, atletas e cidadãos”, completa.

Um dos heróis da tarde, o atacante Luís Antônio Fróes, o Luisinho, é também o capitão do time. Para ele, levantar a taça marca uma volta por cima. Aos 12 anos, ele teve a oportunidade de jogar nas categorias de base de um dos maiores clubes do Brasil. “Fui selecionado no Cruzeiro, mas fiquei por lá apenas um mês. Senti muita falta da minha família e dos amigos e preferi voltar”, confessa.

No entanto, Luisinho revela que mesmo abrindo mão da permanência em Belo Horizonte, jamais pensou em desistir do futebol. No retorno a Montes Claros, teve uma passagem rápida pelo Funorte até chegar ao FC Unimontes, onde se sentiu acolhido, especialmente no aspecto emocional. “Estou muito bem aqui pela seriedade do trabalho, pelas oportunidades e pelo respeito. Sei que virão outras chances de jogar em um grande clube brasileiro”, completou.

Texto e fotos: Ascom Unimontes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dez =