Reunida na manhã desta quinta-feira (6) em Montes Claros, o grupo “Motim à Esquerda” decidiu decretar liberdade incondicional aos militantes pró-Lula.

Em nota divulgada à imprensa, a direção do movimento informou que o objetivo é contrapor a campanha torpe que a extrema-direita está fazendo em favor do candidato do PL, ligado à milícia carioca, bem como sua família.
Segundo os líderes do grupo, a campanha do ainda presidente utiliza-se de Fake News contra o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, aproveitando-se da impunidade dos órgãos de fiscalização e da omissão da mídia conservadora.
Eles alegam que em todas as eleições a direita, e agora a extrema-direita, usa e abusa de mentiras, acabando por beneficiar seus candidato graças a esses métodos criminosos.
Sendo assim, concluem que os militantes de esquerda também devem estar desobrigados de postura republicana no segundo turno das eleições para presidente.

DECRETO DE MILITANTES DE ESQUERDA
Considerando a postura muito republicana da cúpula do PT no enfrentamento das fake news largamente utilizadas pelo candidato Collor de Mello, com o auxílio inestimável do Grupo Globo, em 1989 e suas consequências;
Considerando a decisão da campanha da reeleição em 2014, quando não foi tratado o envolvimento de certo candidato com o mundo das drogas, o que implicou na permanência dele com grande força no Congresso Nacional, inclusive para articular o injusto impeachment de Dilma Rousseff, com as consequências que já sabemos.
Decreta:
Art. 1° Militantes de esquerda, a partir de hoje, 06/10/2022, podem fazer a campanha do Lula no segundo turno de acordo com suas convicções, inclusive na denominada narrativa religiosa, independentemente de qualquer imposição “republicana” e moralista das direções partidárias, jornalísticas ou de redes sociais.
Art. 2° A partir de hoje o Bozo não será mais chamado por apelido nem será tratado de inominável. Seu nome será simplesmente Maçonaro.
Revogam-se as disposições em contrário.

Assinado: Militantes de Esquerda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − sete =