A  Jovem Pan anunciou que o ex-BBB e comentarista pró-Bolsonaro, Adrilles Jorge, foi demitido após fazer uma saudação nazista durante sua participação no quadro “Opinião”, em um jornal da emissora.

Em nota, a Jovem Pan disse que o grupo “repudia qualquer manifestação em defesa do nazismo e suas ideias. Somos veementemente contra a perseguição a qualquer grupo por questões étnicas, religiosas, raciais ou sexuais”.

Em outro trecho da nota, a empresa também fala que “não endossamos qualquer tipo de manifestação que leve ao discurso de ódio e reforce ideias que remetam a um episódio da nossa história”.

Antes de fazer o gesto, Adrilles comentava justamente a declaração de Bruno Aiub, o Monark, que defendeu a regulação de um “partido nazista reconhecido pela lei” na entrevista com Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP) no Flow Podcast.

Durante seu comentário, o bolsonarista tentou fazer uma falsa equivalência entre o nazismo e o comunismo. Ao ser interrompido pelo âncora do jornal, Adrilles se despediu com a palma da mão levantada como saudação ao ditador nazista Adolph Hitler.

Logo em seguida, o jornalista William Travassos, apresentador do programa, balança a cabeça e diz sussurrando: chocado com isso. Depois, Adrilles olha para o colega e dá uma risada sarcástica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 12 =