O governador Fernando Pimentel visita nesta segunda-feira (17/9), às 10 horas, as obras de captação de água do Rio Pacuí, em Coração de Jesus, no Território Norte. As intervenções estão sendo realizadas pela Copasa com o objetivo de garantir a demanda de abastecimento de água para Montes Claros. Na quinta-feira (13/9), a companhia anunciou o fim do rodízio na cidade devido à operação do Sistema Pacuí, cujos investimentos somam R$ 88 milhões.

No dia 30 de janeiro deste ano, Pimentel visitou as obras de captação de água do Rio Pacuí

FIM DO RACIONAMENTO

Racionamento de água iniciou em novembro de 2015; suspensão foi decidida após a implantação do sistema de abastecimento do Rio Pacuí. Água percorre 56 km pelo sistema, do Pacuí a Montes Claros
Wellington Paranhos/Arquivo Pessoal
A Copasa anunciou nesta quinta-feira (13) o fim do rodízio no abastecimento de água em Montes Claros, no Norte de Minas. De acordo com a companhia, o rodízio foi encerrado porque iniciou a operação do sistema de abastecimento do Pacuí.
O rodízio de água na maior cidade do Norte de Minas foi iniciado em novembro de 2015 depois um longo período de seca, o que provocou a diminuição da captação de água em rios da região.
A Barragem de Juramento, até então responsável pelo abastecimento de 70% dos imóveis montes-clarenses, atingiu o nível mais crítico em setembro de 2017, chegando a apenas 18,5% de sua capacidade. Neste período, o racionamento aplicado foi de um dia com água e dois sem abastecimento na cidade.


Mesmo com o fim do rodízio, a Copasa alerta para que a “população faça uso da água de forma consciente, principalmente, em períodos de estiagem”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =