– ENQUANTO ISSO, DORIA DEFENDE TEMER E CONDENA ELEIÇÕES –

 O PSDB está mais perdido do que cego em tiroteio.

Depois de patrocinar o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, para colocar um ladrão na Presidência da República, tendo inclusive pago para a advogada Janaina Paschoal para elaborar sua peça de acusação, o PSDB vive num verdadeiro inferno astral. Cada dia um escândalo atinge algum figurão do ninho tucano. Começou com Aécio Neves, o queridinho dos coxinhas e que vive agora só debaixo da toga do ministro Gilmar Mendes. O senador afastado viu seu império eleitoral virar pó.
Agora, o príncipe das trevas tenta tirar o PSDB da lama, mas é contestado pelo menino de Sampa, que quer substituir o menino do Rio.

Nesta segunda-feira, Fernando Henrique Cardoso publicou um longo artigo em que mostra que não vê mais viabilidade no governo de Michel Temer e pede sua renúncia.
Imediatamente, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), o menino de Sampa, criticou o ex-presidente e defendeu Temer, dizendo que seria um desastre a antecipação das eleições, e que Temer deverá continuar para não paralisar o Congresso Nacional, e consequentemente as reformas.
E mandou seu recado para o menino do Rio Aécio Neves “rapar fora” de uma vez: “Entendo que agora é momento de ele [Aécio] se afastar, aplicar-se na sua defesa e permitir que o PSDB escolha seu presidente em definitivo e siga o seu caminho”.
Nesta nova pesquisa DataFolha mostra o PMDB de Temer e o PSDB de Aécio estão empatados com apenas 5% de preferência cada um.
Já a aprovação do governo Michel Temer atingiu o índice mais baixo dos últimos 28 anos. Apenas 7% da população brasileira considera a gestão do peemedebista boa ou ótima, a pior marca desde o governo de José Sarney (PMDB), que registrou 5% de aprovação em setembro de 1989.
Os brasileiros que classificam o governo Michel Temer como ruim ou péssimo já representam 69% da população, enquanto outros 23% o consideram regular (outros 2% não souberam responder).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + oito =