Manifestações do 3J foram maiores do que as do 19J

Protestos cobraram o presidente da Câmara, Arthur Lira, pela abertura de processo de impeachment contra Bolsonaro e lembraram as 520 mil vítimas do genocídio

Os atos realizados contra o presidente Jair Bolsonaro na jornada #3J tomaram as ruas em diversas capitais neste sábado (3). As mobilizações, que foram maiores que as do dia 19 de junho, ocorreram em todas as capitais do país desde a manhã até o início da noite e pediam o impeachment de Bolsonaro. Muitas cobranças foram feitas ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Na capital paulista, o carro de som reuniu figuras como o ex-ministro Fernando Haddad (PT), o líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL), o deputado federal Orlando Silva (PCdoB), além da presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, e diversas lideranças de movimentos sociais. Segundo os organizadores, ao menos 100 mil pessoas marcaram presença no ato.

Em Porto Alegre, a multidão ficou estimada em cerca de 70 mil. Em Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza e Salvador, manifestantes também lotaram as ruas. Protestos foram registrados em todas as capitais e em diversas cidades do interior.

Rio de Janeiro e Recife mobilizaram milhares pela manhã. Estimativas dos organizadores apontam para 70 mil pessoas presentes na capital carioca e 100 mil na capital pernambucana.

Mais de 300 manifestações pelo Fora Bolsonaro estavam previstas para acontecer no Brasil e no exterior nessa jornada de lutas por vacina, auxílio emergencial de R$ 600 e pelo fim do governo genocida de Bolsonaro. Confira aqui a lista completa.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), líder da Minoria na Câmara, disse à jornalista Julia Chaib, da Folha de S. Paulo, que os atos deste 3J foram maiores que os anteriores e pressionam Lira a pautar o impeachment.

As vítimas do genocídio promovido pelo governo diante da pandemia da Covid-19 foram lembradas nos atos. Familiares e amigos levaram faixas e cartazes em homenagem àqueles que se foram nesse duro período. Números atualizados neste sábado apontam para 523.587 mortos, sendo 1.635 óbitos registrados nas últimas 24h.

CONFIRA FOTOS E VÍDEOS:

https://twitter.com/ineditabrasil/status/1411384502186872834?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1411384502186872834%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Frevistaforum.com.br%2Fmovimentos%2F3j-fora-bolsonaro-19j-veja-fotos%2F

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =