Candidato da Frente Ampla de esquerda,Gabriel Boric conseguiu mobilizar a população no segundo turno e derrotar José Kast, saudosista da ditadura de Pinochet e próximo de Bolsonaro

Gabriel Boric, candidado da Frente Ampla de esquerda no Chile, derrotou o empresário de extrema-direita José Antonio Kast, conhecido como “Bolsonaro chileno”, no segundo turno da eleição presidencial, celebrado neste domingo (19). A apuração segue em andamento, mas o resultado já é visto como irreversível.

Com 68,78% apurado segundo o Serviço Eleitoral do Chile (Servel), Boric ostenta uma margem de mais de 10 pontos percentuais e de mais de 500 mil votos. O candidato de esquerda tem 55,2% dos votos, enquanto Kast aparece com 44,8%.

Gonzalo de la Carrera, deputado do Partido Republicano que faz parte do comando de campanha de Kast, admitiu durante transmissão da Meganotícias que o resultado já é irreversível. “Acredito que, com o percentual já apurado, o resultado é irreversível”, afirmou.

Maior participação popular no século 21 deu vitória a Boric no Chile

Nunca antes na história chilena tantas eleitoras e eleitores compareceram às urnas num segundo turno
Boric venceu na eleição que teve a maior participação popular do século 21 -o voto não é obrigatório no Chile.

“Sigan ustedes sabiendo que, mucho más temprano que tarde, se abrirán las grandes alamedas por donde pase el hombre libre para construir una sociedad mejor” – Salvador Allende, 11 de setembro de 1973.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + um =