Padre agredido na caravana de Lula diz que “não é pela violência que a gente transforma o Brasil”

 O padre Idalino Alflen, 64 anos, foi agredido em Foz do Iguaçu (PR) durante a Caravana de Lula e faz um apelo contra o fascismo: “Não é pela violência que a gente transforma. É preciso ter mais respeito para que o Brasil seja um país de fato democrático”.

Assista aqui o vídeo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 10 =