Em francês fluente, craque tetracampeão mundial deixou recado em nome da democracia na cerimônia de gala do Ballon D’Or, em Paris

 O ex-jogador Raí, tetracampeão mundial e ídolo do São Paulo e do Paris Saint-Germain, participou como convidado na noite de gala do futebol, o Ballon D’Or (Bola de Ouro) realizada nesta segunda-feira (17), em Paris, na Franca.

Vestido de smoking e falando um francês indefectível, o craque brasileiro apareceu no palco ao lado de uma grande imagem de seu irmão, o também futebolista Sócrates, ídolo de uma geração anterior à sua, falecido em 2011, e que foi um dos mais importantes atletas a defender a democracia no país, com papel destacado nos anos que marcaram o fim da Ditadura Militar (1964-1985).
Perguntado pelo anfitrião sobre o papel de seu irmão no esporte e na política, Raí não poupou palavras, elogiou o legado do irmão, defendeu os valores democráticos, falou do momento vivido pelo Brasil e encerrou sua participação fazendo o “L” de Lula, candidato à Presidência da República.

“Agradeço em nome de toda a família… Sócrates lutou por um mundo mais justo, mais igual e isso representa os valores da democracia, por um mundo melhor para todas e todos, e o futebol é um ator importante porque chega a todos os lugares… E Sócrates tornou-se um símbolo importante disso, na internet, e porque no Brasil haverá uma decisão importante, por um mundo melhor… E para Sócrates, nós saberíamos muito bem de que lado ele estaria”, falou o ídolo tricolor e do maior time parisiense, fazendo o gesto característico em alusão ao ex-presidente brasileiro que pretende voltar ao Palácio do Planalto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 8 =