Isabel é mãe de Pedro, Maria Clara e Carol Solberg. Ela foi anunciada na segunda como integrante do grupo de transição do governo Lula (PT) na área de esporte

Morreu nesta quarta-feira (16) a ex-jogadora de vôlei Isabel Salgado, a “Isabel do Vôlei”, aos 62 anos. Segundo o UOL, a morte foi confirmada pela produtora de cinema Paula Barreto, em mensagem no grupo Esporte Pela Democracia. Isabel é mãe de Pedro, Maria Clara e Carol Solberg. A causa da morte ainda não foi divulgada.

“Fiz um call com ela na segunda feira. Ela estava super gripada. Falei para ela ir a um hospital, ela me disse que já tinha ido e testado negativo para Covid. Na segunda a noite foi dormir passou mal. Deixou para ir para o hospital Sírio na terça de manhã . Quando acordou na terça já estava bem pior. Internou no Sírio já no CTI. Detectaram uma bactéria que já tinha tomado todo o pulmão. Foi entubada e teve uma parada cardíaca às 4h da manhã de hoje”, escreveu Paula.

Na segunda-feira (14), Isabel havia sido anunciada como integrante do grupo de transição do governo Lula (PT) na área de esporte.

Nota de pesar pela morte da ex-jogadora de vôlei Isabel
Presidente eleito lamenta a morte de uma das mais importantes esportistas do país

Lula com Isabel do Vôlei – Foto: Ricardo Stuckert

Isabel Salgado não foi apenas um símbolo para o esporte, mas também de luta na defesa de seus ideais. Seu pioneirismo no esporte abriu as portas para muitas brasileiras. Suas conquistas levaram o Brasil a outro patamar na história do vôlei feminino.

Uma referência tanto na quadra quanto na praia, foi convidada a integrar o Grupo Técnico de Esporte no Gabinete de Transição por sua competência como atleta e voz ativa por um país mais justo.

Meus sentimentos e solidariedade aos filhos, netos, familiares e admiradores de Maria Isabel Barroso Salgado, nossa eterna Isabel do Vôlei.

Isabel Salgado não foi apenas um símbolo para o esporte, mas também de luta na defesa de seus ideais. Seu pioneirismo no esporte abriu as portas para muitas brasileiras. Suas conquistas levaram o Brasil a outro patamar na história do vôlei feminino.

 

Luiz Inácio Lula da Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =