Rashida Tlaib, a primeira palestino-americana da Câmara dos Representantes e do Congresso dos EUA, prevê que Biden sofra consequências em 2024 se não apoiar um cessar-fogo

Gaza bombardeada, Benjamin Netanyahu e Joe Biden (Foto: reuters

Sputnik – A primeira mulher palestino-americana no Congresso dos EUA acusou o presidente Joe Biden de apoiar um “genocídio” dos palestinos e alertou sobre as repercussões nas eleições do próximo ano.

“Joe Biden apoiou o genocídio do povo palestino”, disse Rashida Tlaib, uma congressista democrata do Michigan, em um vídeo publicado no X (antigo Twiitter), mostrando imagens de mortos e feridos em bombardeios em Gaza, manifestações pró-palestinas nos Estados Unidos, Biden declarando apoio a Israel e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu agradecendo ao presidente dos EUA.

A congressista repetiu assim seus apelos para que Biden apoie um cessar-fogo nas hostilidades entre Israel e Hamas, que começaram em 7 de outubro.

“O povo americano não vai se esquecer. Biden, apoie o cessar-fogo agora ou não conte conosco em 2024”, afirmou Tlaib.

A Casa Branca reiterou sua posição sobre uma pausa temporária nos combates.

“Como vocês já nos ouviram dizer, apoiamos pausas humanitárias nos combates para que a ajuda humanitária que salva vidas seja recebida e distribuída aos necessitados em Gaza, e para que os reféns sejam libertados”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca.

“O que não apoiamos são os pedidos para que Israel pare de se defender dos terroristas do Hamas, que é o que seria um cessar-fogo permanente”, sublinhou ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 5 =