Em comemoração aos 110 anos da descoberta da Doença de Chagas, Lassance inovando sem perder a tradição, reinaugura hoje, dia 27 de junho, às 14h00, o Memorial Carlos Chagas.

Através de uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz o memorial da cidade foi totalmente restaurado e traz uma nova leitura nesta segunda versão, que conta história do Médico Cientista Doutor Carlos Chagas, e a descoberta da Doença de Chagas em 1909, um dos maiores feitos da medicina, onde realizava suas pesquisas em um pequeno laboratório à bordo de um vagão, localizado da linha de trem em Lassance-MG.
E trabalhando a atualidade, com uma exposição moderna, a reinauguração também traz a mensagem da sustentabilidade e os desafios relacionados ao meio ambiente, como a preservação de nascentes, do Rio das Velhas, da Serra do Cabral, das matas e da biodiversidade que asseguram a saúde ambiental e por sua vez a saúde das pessoas. Além de o Memorial estar situado em uma área de proteção ambiental e cultural do Município.
Deixando um importante legado para a ciência, Carlos Chagas é reconhecido internacionalmente, indicado por duas vezes ao prêmio Nobel de Medicina (em 1913 e em 1921), onde foi o único cientista da história da medicina a descrever e descobrir completamente o ciclo de uma doença: o agente causador (o protozoário Trypanosoma cruzi), o vetor, os hospedeiros e as manifestações clínicas.

Durante esta semana, uma capacitação através de técnicos e pesquisadores da FIOCRUZ, também está sendo oferecida aos agentes de saúde e professores da rede pública do município, trabalhando a preservação do patrimônio cultural, tornando-os multiplicadores da história de Doutor Carlos Chagas.

A solenidade contará com a presença de autoridades e toda a comunidade local.

Via Caroline Diniz – Assessora de Comunicação da Prefeitura de Lassance – Fotos: Divulgação/Internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =