O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foi vaiado no Palácio do Planalto ao ter seu nome anunciado durante cerimônia de posse do ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha (PT). O evento ocorreu nesta segunda-feira (2). Padilha foi escolhido por Lula. A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi ovacionada e tietada no mesmo evento.

Padilha diz que presença de Dilma no Planalto é reparação histórica
Após a fala do ministro, o público ovacionou a ex-presidente e gritou a frase “Dilma, guerreira da Pátria brasileira”
O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, fez uma deferência à ex-presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira, 2, durante sua solenidade de posse no cargo. Padilha afirmou que a forma como a petista foi recebida no Palácio do Planalto, onde ocorre a cerimônia, é uma “reparação histórica” por injustiças, numa referência ao processo de impeachment, que tirou Dilma da Presidência em 2016.

“A sua presença aqui, presidenta, neste ato, a forma como a senhora foi recebida, é uma reparação histórica das injustiças”, declarou Padilha. Após a fala do ministro, o público ovacionou a ex-presidente e gritou a frase “Dilma, guerreira da Pátria brasileira”.
“O Brasil voltou a respirar”, declarou Padilha. Ex-ministro da Saúde, ele também relembrou o programa Mais Médicos, do governo Dilma. O petista ainda agradeceu a presença do ex-presidente José Sarney na cerimônia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + quatro =