Senadores da Comissão de Direitos Humanos participaram nesta terça-feira 17 de uma diligência na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Lula está preso há dez dias. A diligência serviu para verificar como Lula está sendo tratado na Superintendência da Polícia Federal.

Em coletiva à imprensa, os parlamentares relataram que Lula “está menos preocupado com ele, e mais preocupado com o restabelecimento da democracia no País”, conforme disse Regina Sousa (PT-PI). “Ele não quer que a gente desista, quer que a gente continue a luta”, contou ainda a senadora. Ela acrescentou que ele está bem, “fisicamente e psicologicamente”, “lendo bastante”.

“O presidente está bem, mas a indignação é muito grande. O problema é o isolamento dele”, criticou o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), que estava junto com os senadores no momento da coletiva. Os 11 senadores entraram na carceram da PF, onde há outros presos além de Lula, como o ex-ministro Antonio Palocci.

“Lula está altivo e corajoso, e ouvindo lá tudo o que estamos falando aqui”, disse Paulo Paim (PT-RS). O “bom dia” que é dado aos gritos pelos manifestantes do acampamento também é ouvido diariamente pelo ex-presidente, de acordo com os parlamentares.

Por Brasil 247

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =