Pablo Milanés foi uma das vozes mais reconhecidas da canção cubana e um dos fundadores do movimento da Nova Trova Cubana

O mundo da música cubana, latino-americana e mundial está de luto após a morte do cantor-compositor Pablo Milanés, confirmada na segunda-feira, aos 79 anos, na capital espanhola.

Pablo Milanés foi uma das vozes mais reconhecidas da música cubana e um dos fundadores do movimento Nova Trova com Silvio Rodríguez e Noel Nicola.

A última apresentação de Milanés em Havana foi num concerto na Ciudad Deportiva, onde centenas de cidadãos compartilharam fragmentos de várias de suas canções inesquecíveis que fazem parte do imaginário cubano e latino-americano.

O primeiro-ministro cubano Manuel Marrero disse que a cultura do seu país está de luto e enviou uma mensagem de condolências a seus familiares e amigos.

O cantor e compositor cubano estava hospitalizado desde 13 de novembro em uma clínica na capital espanhola com uma inflamação na vesícula biliar e uma infecção no rim, que o obrigaram a cancelar vários shows.

Milanés sofria de um tipo de câncer que diminuía sua resposta imunológica e cujo tratamento o fez mudar para a Espanha há cinco anos.

Pablo Milanés nasceu em 24 de fevereiro de 1943 na cidade de Bayamo, onde deu seus primeiros passos na música, cantando em uma estação de rádio local aos seis anos.

Autor de clássicos como Yolanda, Milanés lançou mais de 40 álbuns durante sua carreira e ganhou, entre outros, o Prêmio Nacional de Música de Cuba e o Grammy Latino de Excelência Musical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =