O poeta e agitador cultural Aroldo Pereira, militante histórico do Partido dos Trabalhadores (PT) anuncia que está em processo a sua desfiliação dessa sigla partidária.

Apesar de conceber o PT como um dos maiores instrumentos das lutas sociais e populares, tendo participado desde o momento da sua fundação e organização no município de Montes Claros, Aroldo Pereira percebe agora a necessidade de mudar os rumos da sua atuação política, mas sem abandonar o campo progressista próprio da esquerda. Um dos principais quadros do PT no município, Aroldo Pereira já disputou cinco eleições para vereador, contribuindo de maneira ampla e coerente nos debates e ações em torno dos propósitos do partido para a implementação de medidas sociais na cidade.
Destacando-se sobretudo nas áreas cultural e literária, Aroldo Pereira é o idealizador e coordenador do Festival de Arte Contemporânea Psiu Poético que acontece anualmente há quase quarenta anos. Com o seu trabalho reconhecido por artistas, intelectuais e escritores de várias partes do Brasil, Aroldo Pereira é também servidor público municipal concursado, sendo que atuou como secretário municipal adjunto da Secretaria Municipal de Cultura no período em que Sued Botelho, também do PT, foi vice-prefeito de Montes Claros,na administração de Athos Avelino. Além disso, Aroldo Pereira foi um dos fundadores do Sindicato dos Servidores Públicos de Montes Claros, tendo participado também como membro da sua direção.
Caso confirmada a desfiliação de Aroldo Pereira, o PT municipal perderá um militante de grande atuação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × quatro =