Foi realizada nessa quarta-feira, 30, no auditório da Casa da Cidadania e com participações online, a V Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Montes Claros. Com o tema “Enfrentamento ao racismo e às outras formas correlatas de discriminação étnico-racial e de intolerância religiosa: política de estado e responsabilidade de todos nós”, o evento indicou delegados que irão participar da Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, marcada para os dias 14, 15 e 16 de dezembro, em Belo Horizonte.

A quilombola Érika Soares Martins, do Quilombo Faceira da Chapada do Norte, foi a palestrante. Ela é referência técnica para Comunidades Quilombolas da Coordenadoria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (CEPIR) e secretária-executiva da Comissão para o Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais (CEPCT/MG).

Os delegados eleitos para a conferência estadual foram: Ailton da Guia Gonçalves Júnior; Charlene Ramos Aguiar; Helder Cardoso dos Santos; Janete Cardoso dos Santos; José dos Passos; José Gomes Filho; Maria Inês Mendes de Almeida; Regina Aparecida Lopes Oliveira; Rita Alexandra Souza dos Santos e Wendel Marcelino de Lima.

Para o presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial e responsável pela Coordenadoria de Igualdade Racial de Montes Claros, José Gomes Filho, a conferência foi importante para promover a construção de políticas públicas para a população negra. “Debatemos alternativas para combater o racismo e a intolerância religiosa que continuam, lamentavelmente, enraizados em nosso meio”, disse.

“Já conquistamos muito, mas há muito ainda a avançar. Por isso, estamos comprometidos com a luta pela inserção do negro na sociedade brasileira. E a atual Administração de Montes Claros não vem medindo esforços para ajudar nesta construção de uma sociedade justa, democrática e igualitária”, comentou a diretora de políticas sociais da Secretaria de Desenvolvimento Social de Montes Claros, Aparecida Fátima Andrade, que representou o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Aurindo Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =