Moro reclama que pesquisa Datafolha sobre seu projeto de lei foi ‘mal feita’
O ex-juiz Sérgio Moro reagiu à pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (11) em que mostra que a maioria da população brasileira é contra as principais medidas de seu projeto anticrime.

Acostumado a ter sempre razão quando detinha o poder de condenar o ex-presidente Lula independentemente de o conjunto do processo probatório comprovar sua inocência, Moro ainda crer que seu desprezo pelas evidências ainda é tolerado.

Completamente cego pelos holofotes de outrora, o que o agora ministro parece ainda não ter percebido é que uma vez entregue a encomenda, sua imunidade aos absurdos se esvai e seu desempenho começa aos poucos a ser avaliado a partir de convicções mais racionais.

Em suma, como que num passe de mágicas, de “herói nacional” Moro cai do Olimpo dos insanos direto para a terra devastada dos políticos.

E é exatamente isso que o atordoa.

Ainda se achando acima do bem e do mal, avalia a falta de apoio popular evidenciada pela pesquisa Datafolha da mesma forma com que avaliou a falta de provas que daria suporte a uma decisão que já estava tomada.

Contrariado com o produto da soma, tenta alterar pateticamente a ordem dos fatores.

Se a pesquisa não disse o que gostaria de ouvir, prefere pensar que ela foi “mal feita” e ignorando a mensagem crua e nua dos números segue acreditando que o povo lhe dá o aval para que se faça com ele, o povo, coisa até pior do que se fez até aqui com Lula.

O justiceiro continua lutando contra os fatos na defesa insana de seu castelo de cartas. O que ignora, porém, é que o exército que seguia o juiz Moro bate em retirada uma vez liderado pelo político Moro.

Nesses dois distintos campos de batalha onde as principais armas se mostram igualmente implacáveis, a única coisa que une um Moro ao outro é sua inabalável vocação para a idiotia.

O homem que encarcerou um inocente mostra dessa vez que entende tanto de pesquisas quanto de provas.

Via DCM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − 6 =