Aos 78, dormindo, morreu há pouco em BH o ex-deputado Antonio Dias, o mais novo presidente da Assembleia de Minas, nos anos de 1978 e 1979.

Também deputado federal e ex-prefeito de Francisco Sá, Dias vinha se tratando de um quadro de Parkinson.

Esteve recentemente em S. Paulo, para conhecer a neta, filha do médico Dias Júnior, passou por exames em BH, no fim de semana, e partiu nesta manhã, dormindo, na casa da filha, Larissa.

Haverá rápido velório em BH, seguido de outro, em M. Claros, no Clube dos Fazendeiros.

***

Jornal Estado de Minas, de BH:

LUTO

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Antônio Soares Dias, faleceu em Belo Horizonte, na madrugada desta terça-feira (29/11), aos 78 anos.

Natural de Montes Claros (Norte de Minas), ele foi o mais jovem presidente do Legislativo Mineiro – assumiu a casa aos 31 anos, em 1977.

O corpo do ex-parlamentar deverá ser velado na Assembleia Legislativa e, em seguida, será traslado, nesta terça-feira, para Montes Claros, onde será sepultado em horário ainda não definido.

O velório acontecerá na sede da Sociedade Rural de Montes Claros, no Parque de Exposições da cidade.

Além dos cargos na vida pública, Antônio Dias foi líder ruralista – ex-presidente do Sindicato Rural e ex-diretor da Sociedade Rural de Montes Claros.

Também foi advogado e professor universitário, sendo um dos pioneiros do curso de Direito da antiga Faculdade de Direito do Norte de Minas (Fadir), unidade da antiga Fundação Norte Mineira de Ensino Superior (FUNM), atual Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

Foi também empresário da área de comunicação, como diretor da Rádio Terra de Montes Claros.

***

A Sociedade Rural divulgou a seguinte nota:

“A Sociedade Rural de Montes Claros lamenta, com pesar, o falecimento de Antônio Soares Dias, de 78 anos, ocorrido nesta terça-feira (29), na casa dele, em Belo Horizonte. A causa morte é senilidade.

Dias ocupava a diretoria da entidade desde 1971. Era advogado, professor, escritor e produtor rural. Foi Prefeito de Francisco Sá; deputado estadual em Minas Gerais durante a 8ª legislatura (1975 a 1979), eleito pela Arena, quando presidiu a Assembleia; deputado federal por Minas Gerais por duas legislaturas consecutivas, de 1983 a 1991.

Dias, como carinhosamente era conhecido, fez legado na política mineira, especialmente para o Norte do Estado, onde defendeu, com bravura, os anseios de um povo tão guerreiro.

Ele caminhou por diferentes meios mantendo sempre o foco. Seja nas reuniões na Sociedade Rural, nas tribunas parlamentares ou na comunicação na Rádio Terra, ele sempre quis mostrar que o homem que está na roça é uma referência para o desenvolvimento do País.

Segundo a família, o corpo será velado na Capital e, em Montes Claros, mas os horários ainda não foram definidos. Sobre o sepultamento, os filhos também não confirmaram horário.

Neste momento de profunda dor e consternação, a Sociedade Rural de Montes Claros, emite votos de solidariedade e expressa os pêsames à família e amigos.

Antônio Soares Dias (Montes Claros, 7 de junho de 1945 – Belo Horizonte, 29 de novembro de 2022) foi um advogado, professor, fazendeiro e político brasileiro do estado de Minas Gerais.

Antônio Dias formou-se na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, no ano de 1968.

Antônio Dias foi deputado estadual em Minas Gerais durante a 8ª legislatura (1975 a 1979), eleito pela ARENA, sendo o presidente mais jovem da ALMG. Foi também deputado federal por Minas Gerais por duas legislaturas consecutivas, de 1983 a 1991.

Antônio Soares Dias é autor das seguintes obras: [1] Direitos fundamentais do homem (1968); Deliberação legislativa nas constituições da Índia, Alemanha e Brasil (1969) – Monografia; Sacrifício de Minas (1976) Em defesa da vida (1979)
Fonte: Wikipédia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − 1 =