FASCISMO EM COPACABANA em ato pró-Bolsonaro no Rio
Escancarando a articulação internacional em torno da narrativa vitimista, de que Jair Bolsonaro (PL) é “perseguido pela ditadura” no Brasil, Nikolas Ferreira (PL-MG) comparou o bilionário Elon Musk, novo ícone da “liberdade” dos bolsonaristas, a Jesus Cristo.

Nikolas Ferreira compara Elon Musk a Jesus Cristo em ato pró-Bolsonaro no Rio.
Créditos: Reprodução/Youtube
Plinio Teodoro

“É por isso que eles ficam com medo de nos censurar nas redes sociais, porque a direita não domina somente as ruas, ela domina a internet no nosso país”, afirmou o extremista mineiro, que trocou afagos com o bilionário nas redes.
“E aqui eu quero deixar um agradecimento a um homem estrangeiro, Elon Musk, pelo que ele está fazendo porque eu sei que isso aqui vai rodar o mundo. E eu peço para ele uma salva de palmas pela luta da liberdade do nosso país”, emendou.
Em seguida, Nikolas comparou o “poder” do bilionário ao poder de Jesus Cristo.
“Mas, o Elon Musk tem poder, mas ele não tem todo o poder. Eu continuo colocando minha esperança, minha confiança naquele que detém todo o poder, que é Jesus Cristo”, disse o parlamentar.
Em um ataque machista, Nikolas ainda agradeceu a Jair Bolsonaro e a Silas Malafaia ao negar a política.

“Este país não precisa de mais projetos de lei, não precisa mais de emenda. Este país precisa de homens com testosterona. É isso que esse país precisa. E eu tenho certeza que é isso que esses dois homens representam”, afirmou.

Articulação internacional
A articulação com a internacional fascista ficou clara logo nos primeiros discursos do ato pró Jair Bolsonaro em Copacabana.

Depois de Michelle Bolsonaro, que apelou às “femininas” e atacou as feministas ao lancer se projeto político, Gustavo Gayer (PL-GO) fez parte de seu discurso em inglês na tentativa de ecoar ao mundo.

Em seguida, foi a vez de Zoe Martinez, cubana naturalizada brasileira, pré-candidata a vereadora pelo PL em São Paulo, dar mais uma conotação internacional sobre a “ditadura” brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =