Depois que um bispo de Edir Macedo, aliado de Bolsonaro, chutou a imagem de Nossa Senhora Aparecida, em protesto pelo feriado de 12 de outubro e pelo fato de Nossa Senhora Aparecida ser a padroeira do Brasil, agora é a vez de outro aliado de Bolsonaro, o professor Victorio Galli, de tentar chutar Nossa Senhora Aparecida, querendo retirar seu título de padroeira do Brasil.

Projeto torna Nossa Senhora padroeira apenas dos católicos
O Projeto de Lei 2623/07, do ex-deputado Professor Victorio Galli, retira de Nossa Senhora Aparecida o título de padroeira do Brasil. “O País, por ser um Estado laico, não deve ter este ou aquele padroeiro”, afirma Galli.

Apesar da mudança, segundo o projeto, o feriado religioso será mantido. A proposta altera a Lei 6.802/80, que institui o feriado nacional de 12 de outubro em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. O projeto substitui a expressão “padroeira do Brasil” por “padroeira dos brasileiros católicos apostólicos romanos” e a expressão “culto público e oficial” por “homenagem oficial”.

Victorio Galli ressalta que o Estado está impedido de instituir qualquer tipo de culto, conforme o artigo 19 da Constituição de 1988. Segundo Galli, a alteração proposta “deve ser considerada democraticamente útil para a promoção da igualdade entre os cidadãos brasileiros, sem privilégios à maioria de orientação cristã”. Segundo ele, a proposta foi sugerida por cidadãos que não professam a fé católica.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

A devoção à Nossa Senhora Aparecida vem aumentando nos últimos anos graças à profusão de canais de TV e espaços na internet e redes sociais dedicados a espalhar a fé católica

Chute na santa

No dia 12 de outubro de 1995, Sérgio von Helde, que era bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, proferiu insultos verbais e físicos contra uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida, à qual se dedicava o feriado do dia, durante o programa matutino O Despertar da Fé, transmitido pela Rede Record. Von Helde protestava contra o caráter do feriado nacional de 12 de outubro, e não aceitando o foto de Nossa Senhora Aparecida ser a padroeira do Brasil.

O acontecimento provocou forte repercussão em grande parte da sociedade brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 12 =