Além de ações de suporte imediado voltadas para as cidades, o governo investe em políticas públicas permanentes no estado

Minas Gerais tem 81 municípios em situação de emergência por causa da seca. Nesta sexta-feira (28/10), o Governo de Minas publicou, no Diário Oficial, decreto que autoriza a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) a prestar suporte às cidades atingidas. A diretriz entra em vigor no dia 12/11 e vale até março de 2023.

Neste contexto, como a Defesa Civil trabalha de forma integrada e em sistema, o papel da Cedec-MG é o de preparar os municípios para situações adversas e dar apoio in loco, quando necessário. Trata-se, portanto, de apoio complementar.

Preparação  

Em maio de 2022, a Cedec-MG realizou o ‘Seminário de Convivência com a Seca’ em Montes Claros, no Norte de Minas. O evento orientou os municípios para o enfrentamento das consequências da seca e contou com a presença de mais de 300 pessoas presencialmente, dentre elas 25 prefeitos e quatro vice-prefeitos. Participaram cerca de 130 municípios.

Ações 

Por meio do Transporte e Distribuição de Água Potável (TDAP), a Cedec atendeu 55 municípios, levando água para mais de 91 mil pessoas. Para isso, foram utilizados 70 caminhões pipa e 61.473.000 litros de água. Cestas básicas também foram distribuídas para as comunidades mais prejudicadas.

Programa Água Doce  

Fora as ações emergenciais, a Cedec trabalha em parceria com o governo federal e órgãos estaduais como Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) para promover o Programa Água Doce (PAD), que leva água apta ao consumo humano para comunidades do semiárido mineiro.

Na quarta-feira (26/10), foram inaugurados e entregues quatro sistemas de dessalinização de água do PAD, na comunidade de Bom Jesus, município de Monte Azul. Além disso, ocorreu a assinatura do contrato de construção e entrega de mais 30 sistemas de dessalinização, além dos 69 que já estão em construção em Minas Gerais. O investimento de R$ 9,3 milhões será utilizado para expandir o acesso à água no estado.

Confira os municípios que decretaram situação de emergência por causa da seca 

Almenara, Aricanduva, Arinos, Berilo, Berizal, Bocaiúva, Bonito de Minas, Botumirim, Buritizeiro, Capelinha, Capitão Enéas, Caraí, Carbonita, Catuti, Chapada do Norte, Cônego Marinho, Coronel Murta, Cristália, Curral de Dentro, Divisópolis, Espinosa, Felisburgo, Francisco Dumont, Francisco Sá, Gameleiras, Grão Mogol, Guaraciama, Ibiaí, Ibiracatu, Icaraí de Minas, Indaiabira, Itacambira, Itacarambi, Itinga, Jacinto, Janaúba, Januária, Japonvar, Jequitaí, Jequitinhonha, Jordânia, José Gonçalves de Minas, Josenópolis, Juramento, Juvenília, Lagoa dos Patos, Luislândia, Mamonas, Manga, Mato Verde, Minas Novas, Miravânia, Montalvânia, Monte Azul, Montezuma, Ninheira, Novo Cruzeiro, Pai Pedro, Pedra Azul, Pintópolis, Pirapora, Ponto Chique, Ponto dos Volantes, Porteirinha, Riacho dos Machados, Rubelita, Rubim, Santa Cruz de Salinas, Santa Fé de Minas, Santo Antônio do Jacinto, Santo Antônio do Retiro, São Francisco, São João das Missões, Taiobeiras, Ubaí, Urucuia, Várzea da Palma, Varzelândia, Verdelândia, Veredinha e Virgem da Lapa.

Via Agência Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =