Segundo policiais da unidade prisional, o deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) chegou no Batalhão Especial Prisional (BEP) nervoso no primeiro dia, mas tinha o otimismo de que poderia ser solto. O STF e a Câmara resolveram manter a prisão dele, após desacato  aos ministros da Corte
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) tem chorado quase todos os dias no Batalhão Especial Prisional (BEP), que é a prisão para policiais militares no Rio de Janeiro. O parlamentar Silveira está preso desde o dia 16, após a publicação de um vídeo dizendo que imaginou o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin levando uma surra e defendendo a prisão dos juristas da Corte.

Segundo policiais da unidade prisional, o deputado chegou nervoso no primeiro dia, mas tinha o otimismo de que poderia ser solto. A informação foi publicada pela coluna de Guilherme Amado.

Por 11 votos a 0, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão do parlamentar bolsonarista.

Com 364 votos, a Câmara dos Deputados também optou por deixar o deputado na cadeia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =