A Casa Grande avisa: enquanto Lula não abrir mão de sua candidatura, ele continuará encarcerado
O Ministro Gilmar Mendes, acaba de cumprir com sua palavra, e registrou seu voto no julgamento virtual negando recurso apresentado pela defesa de Lula para soltar o ex-presidente. Com o voto de Gilmar, já há maioria na Segunda Turma do STF para manter prisão; antes, o relator, Edson Fachin, e Dias Toffoli também votaram contra.
Recentemente, Gilmar Mendes disse para a revista Época que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixaria a prisão caso desista formalmente da disputa presidencial. Abaixo um trecho:
“Mendes tem dito que as possibilidades de o ex-presidente deixar a cadeia só vão melhorar quando ele se declarar fora do páreo presidencial. Com Lula fora da eleição, prevê Mendes, é possível que a pena do ex-presidente seja diminuída pelo Supremo. Mendes tem alardeado sua tese de que o Supremo deve rever a pena por lavagem de dinheiro aplicada a Lula, crime que, na visão de alguns juristas, não estaria caracterizado no caso do triplex.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =