O cineasta José Padilha, que dirigiu Tropa de Elite, filme que já abordava a questão das milícias do Rio de Janeiro, afirma que projeto de segurança pública apresentado pelo ministro Sergio Moro favorece mafiosos e milicianos, ligados ao clã Bolsonaro. “Sergio Moro finge não saber o que é milícia porque perdeu sua independência e hoje trabalha para a família Bolsonaro”, diz ele. “É obvio que o pacote anticrime de Moro vai estimular a violência policial, o crescimento das milícias e sua influência política”

‘Imagina quando ele ler a sentença’, diz Lula sobre mea culpa de José Padilha
O perfil no Twitter do ex-presidente Lula comentou nesta terça-feira (16) o artigo do diretor de cinema José Padilha publicado na Folha de S.Paulo, em que o produtor do “Tropa de Elite” faz mea culpa e também expõe ter errado ao apoiar o ministro da Justiça, Sergio Moro, durante sua atuação como juiz e condutor da operação Lava Jato; “Imagina quando ele ler a sentença e descobrir que Moro condenou Lula sem provas”, ironizou o perfil

Após se arrepender do apoio a Moro, Padilha é cobrado a corrigir a série O Mecanismo
O cineasta José Padilha está sendo cobrado nas redes sociais a fazer uma retificação na série O Mecanismo, da Netflix, que retrata a operação Lava Jato, após o artigo em que ele faz duras críticas ao ex-juiz Sérgio Moro, cujo pacote pacote anti-crime ele classifica como “pró-milícia”; “Quando ele irá gravar a errata de “O Mecanismo”? Aguardo”, escreve a jornalista Rita Lisauskas; “Precisamos de um filme que mostre o golpe contra a Dilma e a injustiça contra Lula, o verdadeiro Mecanismo. Aí a “mea culpa” será prática”, defende a deputada Gleisi Hoffmann; “Elegeram um fascista e agora pulam do barco”, destaca o ator José de Abreu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =