A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira a operação “Sufrágio Ostentação”, que tem como objetivo esclarecer suspeitas de irregularidades na aplicação de recursos referentes a campanhas eleitorais femininas do PSL em Minas.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em gráficas e na sede do PSL em Belo Horizonte. As ordens judiciais foram expedidas pela 26ª Zona Eleitoral da capital.

De acordo com a PF, houve a apreensão de documentos relativos a produção de material gráfico de campanhas eleitorais.

Desde o início do ano, a Justiça de Minas apura supostas irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha pelo PSL a pelo menos quatro candidatas nas eleições de 2018. Embora tenham recebido recursos do partido, elas tiveram votações muito baixas, levantando suspeitas sobre o uso de candidatiras-laranja.

Via O Tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =