Um novo ingrediente no caso aponta na direção de que o clube francês deve desistir de tentar renovar contrato com o argentino (Messi viajou com a família para a Arábia Saudita. Créditos: Reprodução/Twitter Ahmed Al Khateeb)

 Tudo indica que os dias do craque argentino Lionel Messi, de 35 anos, no Paris Saint-Germain (PSG) estão mesmo contados. O jogador já manifestou anteriormente o desejo de deixar a França. Agora, um novo ingrediente no caso aponta na direção de que o clube deve desistir de tentar renovar contrato com o camisa 30. O vínculo termina em junho.

O pano de fundo para a crise entre Messi e PSG foi a viagem que o craque fez com a família para a Arábia Saudita, nesta segunda-feira (1º). A imprensa francesa destacou que o clube não autorizou o passeio.
O PSG deu um dia de folga aos jogadores, na segunda, após a derrota para o Lorient, no domingo (30), por 3 a 1, em casa. Na terça (2), marcou treinamento. Messi não apareceu. Por tudo isso, a diretoria suspendeu o argentino por duas semanas, o que azedou, ainda mais, a já conturbada relação.
A punição foi uma decisão do presidente Nasser al-Khelaïfi. O técnico Christophe Galtier chamou o elenco para uma conversa em meio à polêmica, que teria incomodado também outros jogadores, assim como o diretor Luis Campos.

O jornal France Blue assegurou que foi o próprio Campos quem telefonou para Messi para avisá-lo de que havia sido instaurado um processo disciplinar contra ele.
Messi já havia remarcado por duas vezes a viagem por causa de resultados negativos do PSG. Ele exerce o cargo de embaixador do turismo na Arábia Saudita, desde março de 2022.

Horas depois da divulgação da punição ao craque argentino, o ministro do Turismo do país do Oriente Médio, Ahmed Al Khateeb, postou fotos do jogador se divertindo com a família.

“Messi e sua família se deliciaram com uma grande seleção de cozinha internacional e uma luxuosa experiência de compras em #ViaRiyadh, seguida de uma tarde divertida de jogos, experiências de realidade virtual e tempo de qualidade para a família no Riyadh City Boulevard”, publicou.

Além de todo o imbróglio, existe um fato que alguns meios de comunicação já começaram a divulgar: as relações tensas entre o Catar, país de origem do presidente do clube, e a Arábia Saudita.

Cenário incerto desperta boato da possível volta de Messi ao Barcelona

A imprensa espanhola anunciu que o jogador continua a ser a grande prioridade do Barcelona. Os dirigentes, inclusive, já realizaram os primeiros movimentos para tentar conseguir o regresso do atleta.

Dias atrás, representantes do Barça começaram a articular o cumprimento de todos os requisitos necessários em termos de fair play financeiro. Na semana passada, foi dado um grande passo para o clube conseguir o retorno de Messi, conforme e imprensa da Catalunha.

Quatro executivos se reuniram em um restaurante em Madri, por mais de uma hora, e conversaram sobre um único objetivo: abrir as portas para Messi retornar ao Barça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 12 =