Vereador Rodrigo Cadeirante foi responsável pela articulação entre o Município e as entidades conveniadas, para repasse dos recursos

 A liberação de recursos para escolas conveniadas com o Município, aprovada pela Câmara Municipal, teve a participação direta do vereador Rodrigo Cadeirante, que fez a articulação entre as entidades beneficiadas e a Prefeitura, para que o repasse fosse viabilizado e em menor espaço de tempo.
O projeto de lei foi aprovado em regime de urgência, a pedido do vereador, que alegou a necessidade de regularizar essas verbas. Ele lembrou que elas estão em atraso e comprometem o trabalho que as escolas realizam em benefício de pessoas com necessidades especiais.
No total, são R$ 6,8 milhões direcionados para as instituições parceiras. O desfecho foi comemorado por Rodrigo Cadeirante. “Essas entidades prestam importante papel na educação inclusiva. Por isso, é fundamental a parceria como o Município”, justificou. Durante o trâmite do processo, ele esteve em constante contato com as entidades, orientando sobre como elas deveriam se adequar para fazerem jus aos recursos
Nove instituições de educação especial serão atendidas, incluindo, além dos recursos financeiros, kits de material escolar, gêneros alimentícios e gás de cozinha. A Casa da Juventude São Luiz Gonzaga receberá R$ 305.764,52; o Centro Comunitário de Vivência Educacional Professor Luiz Flávio Pereira, R$ 435.336,62; o Centro de Recuperação Renascer do Município de Montes Claros, R$ 935.603,50; o Projeto Comunitário Betel, R$ 594.429,09; o Projeto Comunitário Nova Canaã, R$ 553.064,72; o Círculo de Trabalhadores Cristãos, R$ 335.578,61; a Apae, R$ 1.414.100,84; a Fundação Clarice Albuquerque, R$ 950.598,49; e a Associação Sociedade Educacional Mendonça e Silva, R$ 1.306.968,09.

* Jornalista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 19 =