Prates destacou que as informações da matéria sobre uma possível “exploração da Foz do Amazonas em seis meses” não existem – Jean Paul Prates e logo da Globo (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil | Reprodução)

O presidente da Petrobrás, Jean Paul Prates, acusou o jornalismo da Rede Globo de promover fake news, após a jornalista Malu Gaspar publicar uma matéria baseada em “fontes do Conselho da Petrobras”.

Prates destacou que as informações contidas na matéria sobre uma possível “exploração da Foz do Amazonas em seis meses” não existem.

“Esta “notícia” (abaixo) NÃO É VERDADEIRA. Um dos problemas sérios  que vamos ter que resolver urgentemente é o vazamento de informações e a invenção de notícias falsas atribuída a ‘fontes do Conselho da Petrobras’”, disse Paul.

“Desde gestões anteriores vem um hábito despreocupado de vazar (sempre para os mesmos colunistas) tudo o que se discute no CA da Petrobrás, agora piorado por práticas de desinformação, falsidade ideológica, difamação e quebra de sigilo/distorção intencional de informação privilegiada”, destacou.

O gestor ainda ponderou que “conselheiros serão alertados mais uma vez sobre isso e medidas já estão sendo tomadas para investigar esse tipo de prática.  Colunistas que se alimentam dessas fontes, e cultivam o hábito de divulgar sem checar, também terão mais dificuldades a partir das medidas que serão tomadas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =