Foi preso na manhã deste sábado Rodrigo Rocha Loures, que recebeu uma mala com R$ 500 mil em propina da JBS.

 – De acordo com a empresa, o dinheiro seria entregue a Michel Temer.

A partir de agora, o Ministério Público tem 15 dias para finalizar a denúncia que pode sacramentar a queda de Temer.

A informação foi confirmada à jornalista Mônica Bergamo por Cezar Bittencourt, advogado de Rocha Loures.

“O ex-parlamentar foi preso em sua casa, em Brasília, informa ainda Bitencourt. O advogado está em Porto Alegre, pegando avião para se dirigir à capital federal”, diz a jornalista.

Há a expectativa de que ele possa fazer uma delação premiada, revelando quem era o destinatário do dinheiro.

Grávida de oito meses, sua mulher o incentiva a delatar Temer, que será denunciado por corrupção, organização criminosa e obstrução judicial – um caso inédito na história do Brasil e de qualquer democracia moderna.

TEMER SE CALA SOBRE PRISÃO DO HOMEM DA MALA E VOLTA ÀS PRESSAS A BRASÍLIA
Michel Temer, que passaria o fim de semana em São Paulo, voltou a Brasília ao receber os primeiros sinais de Rodrigo Rocha Loures, o homem da mala, que recebeu R$ 500 mil em propinas da JBS, seria preso; o Palácio do Planalto também decidiu não se pronunciar sobre a prisão do ex-assessor especial de Temer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 6 =