Em meio à crise de abastecimento gerada pela greve dos caminhoneiros, o PROCON de Montes Claros, órgão vinculado à Prefeitura, tem atuado para inibir os preços abusivos cometidos por alguns estabelecimentos comerciais.

Até agora, quatro empresas foram notificadas, entre postos de gasolina e fornecedoras de água e gás. Os estabelecimentos que cometerem tais infrações estão sujeitos às penalidades administrativas prescritas no Código de Defesa do Consumidor.

Alexandre Braga, supervisor da PROCON Montes Claros, orienta a população à comunicar o órgão caso note algum abuso cometido pelos comerciantes: “para isso, a pessoa pode entrar em contato com a gente pelos telefones 2211-3360 e 2211-3361. Temos também nosso e-mail (proconmontesclaros@gmail.com) e o instagram (@proconmontesclaros)”.

O supervisor aconselha o consumidor a não comprar em um estabelecimento que fixa o peço de suas mercadorias de forma abusiva, mas, caso a compra seja inevitável, é importante exigir a nota fiscal para comprovar o abuso.


Via Ascom/Prefeitura de Montes Claros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =