Os pedidos de patentes de invenção das empresas chinesas no campo da computação quântica saltaram de 137 em setembro de 2020 para 804 em outubro de 2022.

Relatório mostra que a China garantiu o primeiro lugar em termos de registros de patentes globais em 2021, muito à frente de todos os outros países

Um relatório recente mostrou que a China garantiu o primeiro lugar em termos de registros de patentes globais em 2021, muito à frente de todos os outros países, o que destacou seu forte ímpeto na construção de um país orientado para a inovação.

O escritório de Propriedade Intelectual (PI) da China recebeu 1,59 milhão do total de 3,4 milhões de pedidos de patentes registrados em todo o mundo em 2021, de acordo com o relatório World Intellectual Property Indicators (Wipi) divulgado esta semana.

As patentes registradas na China foram semelhantes em magnitude ao total combinado dos próximos 12 países classificados do segundo ao 13º lugar, de acordo com o WIPI, que compilou seus dados mais recentes com base em informações fornecidas por cerca de 150 países e regiões.

Em 2021, as patentes de invenção de alto valor na China totalizaram 7,5 por 10.000 pessoas, 1,2 a mais do que em 2020, segundo dados do National Bureau of Statistics publicados em agosto de 2022.

A inovação do país em setores como telecomunicações de última geração, inteligência artificial (IA), computação quântica e energia limpa são particularmente impressionantes.

A participação da China no bolo global

Um relatório divulgado pela Administração Nacional de Propriedade Intelectual (NIPA, na sigla em inglês) em 2021 revelou que os registros de patentes da China na tecnologia 6G ocupavam mais de 30% do total mundial, enquanto os pedidos de patentes da China em inteligência artificial (IA) representavam cerca de 70% do total mundial. Os dados são do de um indicador publicado este mês pelo China Center for Information Industry Development.

Os pedidos de patentes de invenção de empresas chinesas no campo da computação quântica, um setor de tecnologia de fronteira, saltaram de 137 em setembro de 2020 para 804 em outubro de 2022, de acordo com a Lista de Classificação de Patentes de Tecnologia de Computação Quântica Global.

A Agência Internacional de Energia (AIE), em março de 2022, publicou um relatório intitulado “Rastreando a inovação em energia limpa: foco na China” que indicava que a China havia se tornado um participante importante no patenteamento de energia em um curto período de tempo, especialmente em setores estratégicos onde os inventores chineses representam para uma parcela crescente da atividade global, incluindo energia solar fotovoltaica (PV), veículos elétricos (EV) e tecnologias de iluminação.

No período 2018/2019, os inventores chineses registraram cerca de seis vezes o número de patentes internacionais que haviam registrado em 2008/2009 para baterias e energia solar fotovoltaica e oito vezes o número para tecnologias EV, de acordo com a IEA.

Além disso, cerca de 80% das patentes chinesas em tecnologias de mitigação de mudanças climáticas relacionadas à energia são protegidas no exterior, indicando sua qualidade aprimorada.

Ritmo de crescimento mais rápido

O relatório Wipi também mostrou que a China teve um crescimento anual de 17,6% em patentes em vigor em 2021, o crescimento mais rápido do mundo, superando os EUA e tornando-se líder em termos de crescimento líquido de patentes executáveis.

No final de setembro de 2022, as patentes da China em vigor ultrapassavam 4 milhões e mais de um terço delas provinha de indústrias emergentes estratégicas, de acordo com o Nipa.

Entre eles, os pertencentes ao setor privado do país aumentaram significativamente.

As 500 maiores empresas privadas da China em 2022 tiveram um crescimento anual de 53,6% em termos de patentes em vigor, de acordo com dados divulgados pela Federação Chinesa de Indústria e Comércio em setembro.

A China também viu um crescimento substancial no design industrial. Recebeu candidaturas contendo 805.710 projetos em 2021, correspondendo a mais de 53% do total mundial. A China agora possui o maior número de registros de desenhos industriais em vigor no mundo.

CMG – Os pedidos de patentes de invenção das empresas chinesas no campo da computação quântica saltaram de 137 em setembro de 2020 para 804 em outubro de 2022.

Missão tripulada Shenzhou-15 pronta para lançamento após ensaio final

CGTN – Fei Junlong, Deng Qingming e Zhang Lu, os três taikonautas chineses para a próxima missão Shenzhou-15

Fei Junlong, Deng Qingming e Zhang Lu, os três taikonautas chineses para a próxima missão Shenzhou-15, que terá meio ano de duração, se reuniram com a imprensa nesta segunda-feira (28).

Os três astronautas chineses da Shenzhou-15 ficarão brevemente na estação espacial com a tripulação de três pessoas da Shenzhou-14, que se prepara para voltar à Terra. Pela primeira vez o programa espacial tripulado da China operará duas espaçonaves Shenzhou simultaneamente.

A espaçonave tripulada Shenzhou-15 está prevista para ser lançada às 23h08 (horário de Pequim) desta terça-feira (29) do Centro de Lançamento de Satélites Jiuquan, no noroeste da China. O anúncio foi feito pela Agência Espacial Tripulada da China(CMS, na sigla em inglês) nesta segunda.

No domingo (27), a CMS anunciou que a missão tripulada Shenzhou-15 está pronta para o lançamento com vários sistemas e preparações verificadas, após um ensaio conjunto de pré-lançamento.

Por volta das 7h da manhã de domingo, o Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, o Centro de Controle de Satélites de Xi’an e outras instalações de rastreamento e controle espacial envolvidas nesta missão realizaram um procedimento de lançamento simulado sob o comando unificado do Centro de Controle Aeroespacial de Pequim (BACC). .

China lança novo satélite de sensoriamento remoto

Xinhua – Um foguete transportador Longa Marcha-2D transportando o satélite Yaogan-36 decola do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, no sudoeste da China, em 27 de novembro de 2022.

A China lançou com sucesso um novo satélite de sensoriamento remoto do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, no sudoeste da China, no domingo.

O satélite Yaogan-36 foi levantado às 20h23. (horário de Pequim) por um foguete transportador Longa Marcha-2D e entrou na órbita planejada com sucesso.

Este lançamento marcou a 451ª missão dos foguetes portadores da série Longa Marcha

Primeira rota totalmente cargueira é aberta no primeiro aeroporto central de carga profissional da China

Xinhua

 

O primeiro aeroporto central de carga profissional da China na cidade de Ezhou, província de Hubei, no centro da China, lançou neste domingo (27) a primeira rota aérea totalmente de carga, que liga Ezhou a Shenzhen, na província de Guangdong, no sul do país.

O Aeroporto de Ezhou Huahu também é o primeiro aeroporto central de carga profissional na Ásia e o quarto desse tipo no mundo. Desde que o aeroporto foi colocado em operação, em 17 de julho, ele abriu várias rotas de passageiros ligando Ezhou a cidades como Pequim, Xangai e Xiamen.

De acordo com o aeroporto, a rota aérea totalmente cargueira é operada por aeronaves Boeing 737 all-cargo, para transporte de correio expresso. O alcance da rota abrange lugares como Wuhan, Ezhou, Huangshi e Huanggang na província de Hubei.

Espera-se que a movimentação anual de carga e correio do aeroporto atinja 3,3 milhões de toneladas até 2030, com a movimentação anual de passageiros atingindo 1,5 milhão.

Revista Fórum com informações da CGTN e Xinhua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =