O Ministério da Educação anunciou nesta segunda-feira (24) os instrumentos que serão utilizados na Consulta Pública para Avaliação e Reestruturação da Política Nacional de Ensino Médio.

Todos os interessados podem dar sua opinião sobre o Novo ensino Médio por meio da plataforma Participa+. Essa consulta já está aberta. Além disso, haverá webinars, audiências públicas, consulta online direcionada para integrantes das comunidades escolares – estudantes, professores e gestores -, grupos focais e outros espaços.

A consulta foi anunciada em março como resposta às demandas de estudantes e professores pela revogação da Reforma do Ensino Médio, aprovada por meio de Medida Provisória pelo Governo Temer. A nova organização da última etapa da educação básica vem recebendo críticas por retirar disciplinas básicas do currículo e não garantir a liberdade de escolha para os estudantes.

Além disso, os itinerários formativos oferecidos pelas escolas são, na maior parte das vezes, disciplinas de baixa complexidade, que não levam à formação profissional nem preparam para a universidade.

Os instrumentos previstos são:

– cinco webinários transmitidos via YouTube
– audiências públicas regionais
– coleta de manifestações pela plataforma Participa + Brasil, do Governo Federal;
– consulta online com 100 mil representantes da comunidade escolar;
– grupos focais e oficinas, pesquisa quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário com amostra representativa de todas as unidades da Federação;
– reuniões com equipes técnicas de secretarias estaduais de educação, representações dos movimentos de estudantes e profissionais do ensino médio;
– seminários e escutas a especialistas.

Neste link é possível consultar o cronograma de todas as etapas da consulta, que está em atualização constante.

A consulta pública vai até 6 de junho, com possibilidade de prorrogação, se necessário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =