Lá é tudo do jeito que eu gosto: não tem Congresso, não tem STF, tem arma pra todo mundo…

Diário, eu tô pensando seriamente que, se eu perder a eleição aqui, o melhor é eu ir pro Afeganistão. Lá é tudo do jeito que eu gosto. Quer ver?

Lá tem Congresso? Não.

Tem STF? Não.

Tem esquerdalha? Se tinha, morreu ou fugiu.

Tem arma pra todo mundo? Tem (bom, pra todo mundo, não, mas pra turma que interessa, tem).

Lá toleram gayzismo? Não.

Mulher pode encher o saco? Não. Só esvaziar, kkk!

Tem urna eletrônica? Não.

Tem vacina? Não.

Tem que usar máscara? Não.

E o governo faz tudo em nome de Deus? Faz.

Tá vendo, Diarinho, lá é o paraíso. Se eu não conseguir transformar o Brasil num Bolsonaristão, já sei pra onde ir.

Com o Talibão, ali tá bão.

PS: Só não posso esquecer de levar o Aras. Esse só tem aqui.

Via Carta Maior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 13 =