Em entrevista ao Uol nesta sexta-feira (18), o senador Tasso Jereissati (PSDB) disse que a sigla não deveria “nunca ter contestado o resultado” em que Dilma Rousseff (PT) venceu Aécio Neves (PSDB), em 2014.

Na época, os tucanos entraram com um pedido no Tribunal Superior Eleitoral para que fosse realizada uma “auditoria especial” no resultado das eleições, algo que, segundo Tasso, se mostrou como um “erro grandíssimo”.

“Alguns movimentos nossos errados fizeram com que perdêssemos a classe média moderada. Eu diria que tivemos erros. Não deveríamos nunca ter contestado a eleição da Dilma quando Aécio perdeu. Foi um erro gravíssimo”, admitiu o tucano.

“Criou um fato que abriu um precedente e que não era da nossa cultura, daquilo que nós pregamos. Ficou imagem de mal perder e de perdedor que contesta instituições no momento errado”, continuou Tasso.

Veja o vídeo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 19 =