O tenente do Corpo de Bombeiros, Rafael Alves Veloso, de 42 anos, foi morto na manhã desta sexta-feira (5) em Montes Claros, no Norte de Minas. Ele foi alvejado por cinco disparos na porta de casa quando saía para trabalhar.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o militar caído, já sem vida, em frente ao portão de casa. Vizinhos que saíram na rua após os disparos tentavam chamar por algum familiar na casa.

Segundo as informações iniciais, o suspeito do crime é um sargento do Corpo de Bombeiros. Esse suspeito estaria com problemas psicológicos e não aceitou bem uma cobrança feita pelo tenente recentemente.
O coronel Júlio César Toffoli, do Corpo de Bombeiros, disse em entrevista coletiva que o tenente era “muito conceituado na corporação” e que não entende “qualquer motivo que pode ter levado a essa atitude extrema”.

Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros comunicou com pesar a morte de Rafael Alves Veloso, de 42 anos, “alvejado por disparos de arma de fogo enquanto saía para o trabalho”. “O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais se solidariza e presta apoio à família, além de seguir acompanhando as investigações sobre as circunstâncias do crime em conjunto com as Polícias Civil e Militar”, diz a nota.

A corporação não quis se manifestar sobre o militar suspeito do crime. Não há informações, também, se ele foi preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 11 =