O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou na manhã desta quarta-feira (8), em Montes Claros, uma mobilização para o Norte de Minas ampliar a cobertura vacinal, principalmente de crianças e adolescentes, através da Busca Ativa Vacinal. O evento foi no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene. Os dados da Superintendência Regional de Saúde apontam uma queda da imunização no Norte de Minas. No BCG caiu de 103,37 em 2018 para 98,19 em 2022. O menor indicador em 2022 foi da febre amarela que é de 78,24 e; 73,21 em 2021.
A irmã Ana Francisca, referencia regional da Pastoral da Criança salientou que os indicadores no norte de minas caíram depois da pandemia da Covid-19, quando foram suspensas as visitas presenciais.
A secretaria de Saúde de Montes Claros, Dulce Pimenta, lembrou os impactos negativos com a politização da imunização na época da pandemia e acrescentou a importância de um trabalho dos setores de educação, saúde e desenvolvimento social, em ações intersetoriais. Ela salientou que nas oito etapas do Selo Unicef Montes Claros foi premiada por duas vezes e nas outras oito etapas ficou sem premiação por falta desta atuação intersetorial. Observou que Montes Claros ampliou a imunização com 111 salas de vacinação e no dia d foram vacinados 15 mil crianças e adolescentes.
A superintendente regional de saúde, Dhyeime Pereira Marques reforçou a importância de aprimorar a vacinação no Norte de Minas, pois tem de acabar com o risco de doenças que esta erradicada retornarem. A superintendente regional de Educação, Maria Leomar Viana Tupinambá destacou o engajamento das escolas nesta campanha de vacinação. Joilda Aquino, do Centro Dom José Brandão de Castro, coordenadora para as ações do selo Unicef em Minas Gerais, Bahia e Sergipe, da Unicef salientaram o papel da mobilização nos municípios nesta imunização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 10 =