A vida de famosos bolsonaristas não está nada fácil. Bastou o “capetão” perder a eleição para a sujeirada dessas “pessoas do bem” vir à tona ainda com mais ímpeto. Na semana passada, a revista Veja revelou que “Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, tem vivido um inferno financeiro. Afundado em dívidas, o apóstolo teve imóveis e outros bens penhorados por falta de pagamento de aluguéis e impostos”.

Segundo a matéria, a Justiça de São Paulo determinou, em dezembro, a penhora de uma mansão da igreja em Ilhabela, no litoral paulista, por uma dívida de IPTU que soma mais de 3,8 milhões. A mansão ocupa uma área de mais de 3 mil metros quadrados na paradisíaca Praia do Veloso, de frente para o mar. Ela possui heliponto, píer, três piscinas e 22 quartos. Em 26 de janeiro deste ano, a Justiça determinou a realização de avaliação do imóvel, que agora irá a leilão.

Dívida ativa do charlatão é de R$ 13,4 milhões

Como registra a revista, as mutretas do “apóstolo” bolsonarista são antigas, mas estavam blindadas. “O império religioso de Valdemiro começou a ruir nos últimos anos pelo acúmulo de dívidas. Além da mansão em Ilhabela, ele teve 50% de um apartamento penhorado, em Rondonópolis, em Mato Grosso, avaliado em 2 milhões de reais, como garantia de quitação de 359 000 reais em aluguéis atrasados. Um dos maiores templos da igreja, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, avaliado em 33 milhões de reais e com capacidade para 20 000 pessoas, foi a leilão em abril de 2022 pela falta de pagamento de aluguel”. A dívida ativa da Igreja Mundial com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional é de 13,4 milhões de reais.

No final de janeiro, o jornalista Rogério Gentile já havia informado no site UOL que a “Justiça de São Paulo determinou a penhora de três automóveis do apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus. A decisão ocorre em um processo aberto por um credor que cobra da Mundial uma dívida de cerca de R$ 718 mil em aluguéis de um imóvel na cidade de Amparo, no interior paulista, entre os anos de 2017 e 2018. O valor inclui correção monetária e juros”.

O mandado de penhora dos automóveis foi expedido em 10 de janeiro e atendeu à solicitação da empresa Rio Negro Empreendimentos Imobiliários, que alugou o imóvel de 7.816 metros quadrados para a igreja. No local funcionava um templo da Mundial. “A juíza Fabíola Brito do Amaral autorizou que o oficial encarregado de fazer a penhora utilize força policial no caso de haver alguma dificuldade para o cumprimento da medida… Houve também determinação para o bloqueio de uma aplicação bancária em renda fixa de Valdemiro no Bradesco”.

A dívida do cantor bolsonarista de R$ 530 mil

Outro bolsonarista convicto, o “cantor” Latino, também andou se complicando nas últimas semanas. O site de celebridades Splash revelou na semana passada que um imóvel do músico “foi penhorado para quitar uma dívida que supera R$ 530 mil… O processo teve início em julho de 2016, quando a administração do condomínio Quintas do Rio, na Barra da Tijuca, entrou na Justiça para cobrar mensalidades atrasadas do condomínio do imóvel. Além do imóvel, o cantor também teve a conta bancária penhorada por 30 dias”. Todos “gente do bem”!

* Editor do Blog do Miro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − um =