A boa frequência de chuvas na região, nos últimos meses, antecede o período em que historicamente o Norte de Minas sofre com a estiagem rigorosa. Isso acende o sinal de alerta para a necessidade de tornar permanentes programas de acesso à água, como o “Água para Todos”, ação do Governo Federal para dotar de cisternas famílias de baixa renda residentes na zona rural e sem acesso à rede pública de abastecimento.

O vereador Rodrigo Cadeirante defende união de todas as vertentes políticas para garantir que políticas públicas dessa importância não sejam paralisadas numa região como o Norte de Minas. Nesse sentido, ele teme que o atual período chuvoso dê uma falsa impressão de que não temos problemas de escassez hídrica e a execução desse programa seja negligenciada.
Para Rodrigo Cadeirante, é preciso se antecipar aos fatos e trabalhar projetando uma seca que provavelmente se abaterá sobre a região e afetará drasticamente os pequenos produtores, a grande maioria descapitalizada e sem condições de produzir.
“Daqui a pouco estaremos no período eleitoral e a maioria de nós estará na corrida atrás do voto, enquanto muitos pequenos agricultores estarão na corrida atrás de água. É preciso não esquecer que nós estamos no Norte de Minas. Apesar de nunca ter chovido tanto por aqui, daqui a pouco faltará água para a criação e até para beber”, alertou.
A junção de forças, de acordo com o vereador, pode fazer com que programas como o Água para Todos se estabeleça como política de estado e não de governo, eliminando o risco dele deixar de existir quando houver uma alternância no poder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =