Por iniciativa do vereador Rodrigo Cadeirante, Medalha de Ouro Ivan José Lopes deixará de ser em ouro maciço. Apenas banhada a ouro, o valor cai drasticamente a R$ 400

* Por Waldo Ferreira
Cercado por expectativa, foi aprovado em regime de urgência projeto de resolução do vereador Rodrigo Cadeirante reduzindo o gasto com a confecção da Medalha de Ouro José Ivan Lopes, principal honraria concedida anualmente pela Câmara Municipal a personalidades que se destacam por serviços prestados a Montes Claros.
Ao invés de ouro maciço, que pode fazer a peça custar até R$ 40 mil, como permite atualmente a previsão orçamentária da Câmara Municipal, a medalha passará a ser apenas banhada, o que reduzirá seu custo a algo em torno de R$ 400. Rodrigo Cadeirante destaca a importância da redução, lembrando que isso gerará economia de recursos do povo para esse fim específico. Com isso, observa, quase a totalidade dos R$ 40 mil será utilizada em outras ações.
O vereador observou que para o homenageado pouco importa o valor monetário, até porque, intui, ninguém que recebe uma homenagem dessas pensa em vender o objeto que simboliza o reconhecimento a seus feitos em benefício do município.
Antes de fazer a proposta, Rodrigo Cadeirante conversou com vários homenageados e homenageadas, recebendo a chancela deles para propor o projeto. Ele revelou que alguns nem sabiam o valor da medalha.
Rodrigo ressaltou que a redução não implica em prejuízo ao simbolismo da comenda, com seu valor sentimental sendo preservado, bem como o reconhecimento dos cidadãos e cidadãs da cidade.
Para reforçar, citou que ele próprio se sentiu recompensado e lisonjeado ao ser agraciado com a Medalha dos Gerais – Maria da Cruz e Matias Cardoso”, meramente simbólica, sem valor monetário, em 2016, quando a capital mineira foi transferida simbolicamente, como ocorre anualmente, para o município de Matias Cardoso.
Durante lançamento da 6ª etapa – que compreende o 4º e 5º andares – da construção do prédio da Câmara Municipal, ocorrido logo após a sessão que aprovou a redução, o presidente da Casa, Cláudio Rodrigues, elogiou a iniciativa de Rodrigo, informando que os recursos economizados serão utilizados nas obras de ampliação do prédio.
Instituída em 1971, a Medalha de ouro de Montes Claros é a maior comenda do legislativo. É proposta pela Mesa Diretora e entregue ao homenageado em solenidade realizada em 3 de julho, aniversário da cidade.
Quando foi criada a comenda levava o nome de Medalha de Honra de Montes Claros, mudando posteriormente para Medalha de Ouro Ivan José Lopes, em homenagem póstuma ao médico e vereador que por duas vezes presidiu o Legislativo.

* Jornalista

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 14 =