Partida foi válida pelas oitavas de final da Copa do Rei

Atacante Vinícius Júnior foi alvo de racismo mais uma vez — Foto: Thomas COEX / AFP

Vinícius Júnior voltou a ser alvo de racismo em dia de dérbi madrilenho. Antes do início da partida entre Real Madrid e Atlético de Madrid desta quinta-feira, pelas oitavas de final da Copa do Rei, um grupo de torcedores colchoneros cantaram “Vinícius é um macaco” nas redondezas do Metropolitano, estádio do Atlético e palco do jogo, conforme mostrado em vídeo gravado e divulgado pelo site “The Athletic”.

O jornal espanhol “AS” também relatou o ocorrido e disse que os gritos começaram quando o ônibus do Real Madrid se aproximou do estádio. No sistema de alto-falantes, uma mensagem alertou sobre as possíveis punições para atos de racismo no local.

“Insultos, cantos racistas e violência verbal ou física são puníveis por lei. Estamos aqui para assistir a um grande jogo, e os torcedores também fazem parte disso. Pedimos que ajudem o clube demonstrando respeito”, dizia o aviso.

A violência no Metropolitano não foi apenas verbal. Paco Arosa, um jornalista da rede televisiva TVE, ficou ferido depois de ser atingido na cabeça por um pedaço de gelo enquanto cobria a festa da torcida colchonnera no momento em que o ônibus do Atlético entrava no estádio. Fora isso, não foram registrados outros incidentes deste tipo. (Estadão Conteúdo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 7 =