O sorriso modesto, as olheiras e, principalmente, os cabelos grisalhos e despenteados chamaram a atenção do público, que logo o comparou Aécio Neves ao personagem “Pinguim”, da série de filmes do Batman.

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) defendeu que o PSDB indique um novo nome do partido para compor a disputa a presidente da República nas eleições de outubro deste ano. Com a saída da João Doria, que retirou a pré-candidatura nesta segunda-feira (23), Aécio acredita que o eventual apoio – ainda não confirmado – a Simone Tebet, do MDB, não é a melhor estratégia.

“Eu sempre defendi e continuo defendendo que o PSDB tenha uma candidatura própria”, disse. “O PSDB não deve, em um momento como esse, se omitir. Acho que para o Brasil é importante que o PSDB se apresente com um nome que possa, de alguma forma, furar essa polarização que aí está”, acrescentou.

Leia também:

Aos prantos Dória desiste da candidatura à Presidência da República

Do Bolsodoria ao isolamento político: a ruína fulminante de João Doria

A retirada da pré-candidatura de Doria foi resultado da negociação entre o PSDB, o MDB e o Cidadania para ter uma candidatura única em torno da terceira via, com o objetivo de quebrar a polarização entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) indicada nas pesquisas de intenção de voto.
Há a expectativa de que Tebet seja oficializada “cabeça de chapa” do grupo nesta terça-feira (24). O nome dela ganhou força após a divulgação interna de uma pesquisa que apontou a alta rejeição a Doria, que já enfrentava dificuldades em manter a pré-candidatura dentro do grupo montado.

ECN com O Tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + doze =